UM ESTUDO SOBRE COMPETÊNCIAS ESTATÍSTICAS NAS INVESTIGAÇÕES EDUCATIVAS

  • Pedro Chimbinda Avelino Escola Superior Pedagógica do Bié
  • Benjamim Ecolelo Escola Superior Pedagógica do Bié
  • Carvalho Nunes Chicapa Escola Superior Pedagógica do Bié
Palavras-chave: estatística, formação de professores, investigação estatística

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar quais as contribuições de uma investigação estatística, composta de atividades contextualizadas, para o ensino e a aprendizagem de Estatística nos estudantes na formação de professores. Com a intenção de alcançar o objetivo proposto, foi adotada a metodologia de ensino por investigação educativa contemplando os conteúdos básicos de Estatística em duas turmas de estudantes do 2° ano da Escola Superior Pedagógica do Bié, pertecente a V Região Académica, no município do Cuito, Angola. Os resultados do desempenho dos estudantes foram analisados sob a abordagem qualitativa de análise de conteúdo que permitiu evidenciar a contribuição da intervenção realizada para que houvesse uma aprendizagem significativa em relação aos conteúdos básicos de Estatística e no desenvolvimento das competências estatísticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BATANERO, C., GODINO, J. D. (2005). Perspectivas de la educación estadística como área de investigación. In R. Luengo (Ed.). Líneas de investigación en Didáctica de las Matemáticas. Badajoz: Universidad de Extremadura.

BODGAN, R., BIKLEN, S. (1994). Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Tradução de M. J. Alvarez; S. B. dos Santos e T. M. Baptista. Porto Editora. Porto.

CAMPOS, C. R. (2007). A Educação estatística: uma investigação acerca dos aspectos relevantes à didática da estatística em cursos de graduação. Tese (Doutorado em Educação). São Paulo: Universidade Estadual Paulista.

CAMPOS, C. R. et al. (2011). Educação Estatística no Contexto da Educação Crítica. Bolema. 24 (39) 473-494. https://www.redalyc.org/pdf/2912/291222099008.pdf

CHANCE, B. L. (2002). Components of statistical thinking and implications for instruction and assessment. Journal of Statistics Education. 10 (3). https://doi.org/10.1080/10691898.2002.11910677

CONTI, K. C. (2009). O papel da estatística na inclusão de alunos da educação de jovens e adultos em atividades letradas. Dissertação de Mestrado. São Paulo: Universidade Estadual de Campinas.

COSTA, A. (2007). A educação estatística na formação do professor de matemática. Dissertação de Mestrado. São Paulo: Universidade São Francisco.

COUTINHO, C. Q. S.; SILVA, M. J. F.; ALMOULOUD, S. A. (2014). Desenvolvimento do pensamento estatístico e sua articulação com a mobilização de registros de representação semiótica. Bolema. 24 (39) 495-514. https://www.redalyc.org/pdf/2912/291222099009.pdf

ESTEVAM, E. J. G. (2010). (Res)significando a Educação Estatística no Ensino Fundamental: análise de uma sequência didática apoiada nas Tecnologias de Informação e Comunicação. Dissertação de Mestrado. São Paulo: Universidade Estadual Paulista.

GARFIELD, J. (2002). The challenge of developing statistical reasoning. Journal of Statistics Education. 10(3). https://doi.org/10.1080/10691898.2002.11910676

LOPES, C. A. E. (2003). O conhecimento profissional dos professores e suas relações com estatística e probabilidade na educação infantil. Tese de Doutorado. São Paulo: Universidade Estadual de Campinas.

RUMSEY, D. J. (2002). Statistical literacy as a goal for introductory statistics courses. Journal of Statistics Education.10 (3). https://doi.org/10.1080/10691898.2002.11910678

SANTOS, R., PONTE, J. P. (2013). O desenvolvimento de investigações estatísticas: Um estudo com futuros professores e educadores. In: J. M. Contreras, G. R. Cañadas, M. M. Gea y P. (2013). Arteaga (Eds.), Actas de las Jornadas Virtuales en Didáctica de la Estadística, Probabilidad y Combinatoria. Granada, Departamento de Didáctica de la Matemática de la Universidad de Granada, p. 455-462.

SILVA, C. B. (2014). Pensamento estatístico e raciocínio sobre variação: um estudo com professores de matemática. Tese de Doutorado. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica.

WALICHINSKI, D. (2012). Contextualização no Ensino de Estatística: uma proposta para os anos finais do Ensino Fundamental. Dissertação de Mestrado Paraná: Universidade Tecnológica Federal do Paraná.
Publicado
2018-10-06
Como Citar
Avelino, P., Ecolelo, B., & Chicapa, C. (2018). UM ESTUDO SOBRE COMPETÊNCIAS ESTATÍSTICAS NAS INVESTIGAÇÕES EDUCATIVAS. Revista Órbita Pedagógica. ISSN 2409-0131, 6(1), 17-32. Obtido de http://revista.isced-hbo.ed.ao/rop/index.php/ROP/article/view/197
Secção
Artigos