ANALISE TEÓRICA DO MODELO DISCIPLINAR DE CRESCIMENTO DAS EMPRESAS

  • Paulino Ricardo Cossengue Faculdade de Economia (UJES)
Palavras-chave: Estratégias, Penetração, Desenvolvimento, Produto, Diversificação

Resumo

Diante da dificuldade com que se confrontam as empresas em identificar as direcções estratégicas mais sólidas e lucrativas, nos mercados competitivos de hoje, o presente estudo propõe-se analisar de forma crítica a importância de cada uma das direcções sugeridas no modelo de crescimento, abrindo assim a possibilidade de não só instruir como também revelar a direcção mais sólida e lucrativa na visão da presente abordagem. Em termos metodológicos, a pesquisa está limitada em consulta crítica dos dados secundários por vias da discussão de literatura. Finalmente, o estudo conclui que, embora todas direcções estratégicas sejam válidas, a diversificação aparece como estratégia dominando todas outras. Por outras palavras, todas estratégias convergem na diversificação, o que claramente não só distingue tal estratégia das outras, como também atribui a esta a característica única de solidez e lucratividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Ansoff, I. H.,& Edward M. (1990). The New Corporate Strategy (1st ed. New York: Wiley).

Branson, R. (2008). Business Stripped Bare: Adventures of a Global Entrepreneur (1st ed. London: Virgin).

Burnes, B. (2000). Managing Change: A Strategic Approach to Organisational Dynamics (3rd ed. London, New York: FT/Prentice Hall)

Carvalho, João M. S. (2013). Planeamento Estratégico: O seu guia para o sucesso (2ª ed. Porto: VidaEconómica)

Chiavenato, I., & Sapiro, A. (2004). Planeamento Estratégico: Fundamentos e Aplicações (8ª ed. Rio de Janeiro: Campus Elsevier)

Dessler, G. (2002). A Framework for Management (2nd ed. New Jersey: Pearson Education/Prentice Hall)

Dobson, P., Starkey, K., & Richards, J. (2004). Strategic Management: Issues and Cases (2nd ed. Cornwall: Blackwell Publishing

Drucker, P. F. (1985). Innovation and Entrepreneurship (1st ed. London: HEINEMANN)

Johnson, G., Scholes, K., & Whittington, R. (2008). Exploring Corporate Strategy (8th ed. London: FT/Prentice Hall)

Keegan, Warren J. (2005). Marketing Global (7ª ed. São Paulo: PE/Prentice Hall)

Kotler, P.& Armstrong, G. (2008). Principles of Marketing (12th ed. New Jersey: PE/Prentice Hall)

Lynch, R. (2006). Corporate Strategy (4th ed. London, New York: FT/Prentice Hall)

Mullins, L. J. (2007). Management and Organisational Behaviour (8th ed. London, New York: FT/Prentice Hall)

Porter, M. E. (1980). Competitive Strategy: Techniques for Analysing Industries and Competitors (1st ed. New York: The Free Press)

West, D., Ford, J., & Ibrahim, E. (2010). Strategic Marketing: Creating Competitive Advantage (2nd ed. London, New York: OXFORD/University Press)
Publicado
2019-04-17
Como Citar
Cossengue, P. (2019). ANALISE TEÓRICA DO MODELO DISCIPLINAR DE CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. Revista Órbita Pedagógica. ISSN 2409-0131, 6(2), 03-14. Obtido de http://revista.isced-hbo.ed.ao/rop/index.php/ROP/article/view/235
Secção
Artigos