ANÁLISE DA EFICIÊNCIA TÉCNICA NAS UNIDADES ORGÂNICAS DA UNIVERSIDADE JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS.

  • Riquelme Graciano Chicomo Faculdade de Economia (UJES)
  • Manuel Maria Dias Faculdade de Economia (UJES)
Palavras-chave: Eficiência técnica, Data Envelopment Analysis, Universidades públicas

Resumo

Este trabalho tem como objectivo analisar a eficiência técnica nas unidades orgânicas da Universidade José Eduardo dos Santos (UJES), no período 2012 a 2014. Em termos metodológicos, usou-se o modelo Data Envelopment Analysis (DEA) que é o maior modelo de programação linear na análise da eficiência técnica nas instituições públicas. Os resultados revelaram que existem quatro unidades orgânicas da UJES ineficientes e com um nível de eficiência que varia entre 20% a 98% e as quatro restantes situaram-se na fronteira de eficiência óptima, durante todo o período de análise e em termos gerais, a tendência da eficiência técnica é crescente a um ritmo lento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Aigner, D., Lovell, C. K., & Schmidt, P. (1977). Formulation and Estimation of Stochastic Frontier Production Function Models. journal of econometrics (6), 21-37.

Al-Jarrah, I. M., Al-Abdulqader, K. S., & Hammoudeh, S. (2017). Cost-efficiency and financial and geographical characteristics of banking sectors in the MENA countries. Journal homepage, 1466-4283.

ABanker, R. D., Charnes, A., & Cooper, A. A. (1984). Some Models for Estimating Technical and Scale Inefficiencies in Data Envelopment Analysis. Management Science, 30(9), 1078-1092.

Battese, G. E. (1992). Frontier production functions and technical efficiency: a survey of empirical applications in agricultural economics. Journal of produtivity analysis, (7), 185-208.

Brissimis, S. N., Delis, M. D., & Tsionas, E. G. (2010). Technical and allocative efficiency in European banking. European Journal of Operational Research, ( 204), 153–163.
CHARNES, A., COOPER, W. W., & RHODES, E. (1978). Measuring the efficiency of decision making units. European Journal of Operational Research, (2), 429-444.

Coelli, T. J., Rao, P., O´Donnell, C. J., & Battese, G. E. (1998). An Introduction to Efficiency and Productivity analysis. (2ª ed.).

Costa, E. M., Souza, H. R., Ramos, F., & Silva, J. L. (2012). Eficiência e Desempenho no Ensino Superior: uma análise da fronteira de produção educacional das ifes brasileiras. rev. econ. contemp., rio de janeiro, 3 (16), 415-440.

ERKOC, T. E. (2012). Estimation Methodology of Economic Efficiency: Stochastic Frontier Analysis vs Data Envelopment Analysis. International Journal of Academic Research in Economics and Management Sciences, 1 (1), 1-23.

Ferrell, M. J. (1957). The Measurement of Productive Efficiency. Journal of the Royal Statistical Society, 3 (120), 253-290.

García-Aracil, A., & Palomares-Montero, D. (s.d.). Methodological Problems to Measure University Efficiency in Relation with its Geographic Localization. institute for innovation and knowledge management .

Junior, M. M., Silva, T. P., & Lavarda, C. E. (2013). Análise dos gastos orçamentários de uma universidade. Prát. Cont. Gestão, são Paulo, 1 (1), 88-116.

Koopmans, T. C. (1951). Efficient Allocation of Resources. The Econometric Societ, 4 (19), 455-465.

Leibensten, H. (1966). Allocative Efficiency VS ``Efficiency``. The American Economie Review, 3 (56), 392-415.

Mainardes, E. W., Alves, H., & Raposo, M. (2012). O Desempenho das Universidades Públicas Portuguesas Segundo seus Alunos: análise de eficiência por meio do data envelopment analysis. Revista Gual, florianópolis, 5 (1), 184-215.

Martins, A. I. (2012). Avaliação da Eficiência e Identificação dos Factores Determinantes da Eficiência do Sector Bancário em Portugal (Tese de Doutoramento).

Nuintin, A., Benedicto, G., Calegário, C., Curi, M., & Nogueira, L. ( 2014). Eficiência da Aplicação de Recursos Públicos nas Universidades Federais. XXI Congresso Brasileiro de Custos. Natal, RN, Brasil, 17 a 19 de Novembro, 1-16.

Tavares, R. S., Drumond, G. M., Meza, L. A., & Méxas, M. P. (2018). Efciência em bibliotecas universitárias. TransInformação, Campinas, 30 (1), 65-79.

Vecchia, D. D. (2014). Análise da eficiência das instituições de educação superior públicas da região nordeste do brasil - 2008 a 2012, (Dissertação de Mestrado).

VILLELA, J. A. (2017). Eficiência Universitária: Uma Avaliação Por Meio De Análise Envoltória de Dados (Dissertação de Mestrado).
Publicado
2019-04-17
Como Citar
Chicomo, R., & Dias, M. (2019). ANÁLISE DA EFICIÊNCIA TÉCNICA NAS UNIDADES ORGÂNICAS DA UNIVERSIDADE JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS. Revista Órbita Pedagógica, 6(2), 31-44. Obtido de http://revista.isced-hbo.ed.ao/rop/index.php/ROP/article/view/237
Secção
Artigos